Home > Sustentabilidade > Segurança alimentar e agricultura sustentável andam de mãos dadas
Sustentabilidade

Segurança alimentar e agricultura sustentável andam de mãos dadas

Tecnologias eficientes e sustentáveis são fundamentais para que a produção avance e o agro possa alimentar quase 10 bilhões de pessoas em 2050.

16.10.2020 - Por Bayer Jovens

A alimentação é a base que sustenta a vida humana e, cada vez mais, os consumidores se interessam por aprender sobre a origem e a qualidade dos alimentos, descobrindo as riquezas que permeiam o trajeto do campo à mesa. O agronegócio é um setor essencial, que investe continuamente em tecnologia para ofertar alimentos seguros e de qualidade para a população.

No dia 16 de outubro, é comemorado o Dia Mundial da Alimentação, uma data que marca a criação da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). Este momento contribui para reflexões sobre nutrição, segurança alimentar e os desafios do agronegócio, que precisará atender uma demanda crescente por alimentos.

Créditos de carbono

Para a Bayer, a sustentabilidade é um pilar crucial para o desenvolvimento do agronegócio. A empresa apoia o movimento de conscientização sobre o tema e está engajada no desenvolvimento de tecnologias e projetos sustentáveis. Uma novidade promissora é o projeto Carbono Bayer, que visa estimular a adoção de técnicas, ferramentas e manejo para aumento de produtividade com maior sequestro de carbono dentro das áreas produtivas das propriedade rurais, além de desenvolver um método científico de aferição dos estoques de carbono fixados no solo durante a safra de soja e milho 2020/2021 em cerca de 60 mil hectares. Leia também: Agricultores vão cocriar mercado de carbono com a Bayer.

Além de reduzir os impactos ambientais da atividade agrícola, os agricultores podem contribuir para o combate às mudanças climáticas, gerando créditos de carbono. Esse projeto está alinhado ao compromisso de sustentabilidade da Bayer, que visa reduzir em 30% as emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) no campo até 2030. “Essa iniciativa visa estimular a adoção de técnicas, ferramentas e manejo para aumento de produtividade com maior captura de carbono dentro das áreas produtivas", afirmou Rodrigo Santos, presidente da divisão agrícola da Bayer para a América Latina, em comunicado.

Outro exemplo de destaque é a plataforma de agricultura digital Climate FieldView™, que coleta e processa automaticamente um enorme volume de dados sobre todas as operações de campo de forma simples e integrada. A partir desse monitoramento automatizado, o agricultor consegue gerenciar operações, mapear problemas na lavoura e melhorar o manejo, tornando o cultivo mais eficiente e sustentável.

Compensação ambiental

Vale a pena destacar, também, o projeto RevitaBayer, que tem como objetivo minimizar os impactos ambientais decorrentes da emissão de Gases do Efeito Estufa durante o transporte de cargas da companhia. As atividades de transporte consomem muito combustível e emitem GEE na atmosfera. Então, o projeto busca minimizar o impacto ambiental da área logística, por meio da compensação com o plantio de mudas. A meta de plantio é calculada com base na quantidade de quilômetros rodados nos tipos de veículos utilizados por cada transportadora.

Em 2019, o projeto RevitaBayer apoiou o plantio de 45 mil mudas e atualmente conta com 22 fornecedores participando da iniciativa. “Cada fornecedor tem uma meta de plantio de árvores com base na sua pegada de carbono”, explica Filipe Silva, Analista de Distribuição da Divisão CropScience Bayer Brasil. Leia mais: Como as árvores colaboram para combater as mudanças climáticas?

Por que a sustentabilidade é importante?

A sustentabilidade é um tema fundamental para que o agronegócio possa evoluir, produzindo mais e melhor e faz parte dos pilares da Bayer. O setor busca aumentar a eficiência no uso da terra, poupar no consumo de água e melhorar a aplicação de insumos agrícolas. Os produtores rurais estão cada vez mais conscientes de que agricultura e preservação do meio ambiente caminham de mãos dadas e buscam soluções para aumentar a produtividade, com foco também na conservação dos recursos naturais. Leia também: Agricultores estão engajados na preservação do meio ambiente.

Segurança alimentar

Estima-se que o planeta terá quase 10 bilhões de habitantes em 2050. Para alimentar essa população crescente, a FAO idealiza iniciativas de combate à fome e medidas para apoiar o desenvolvimento da agricultura. Em comunicado, o diretor-geral da FAO, Qu Dongyu, disse que a “transformação dos sistemas alimentares requer soluções inovadoras para garantir a segurança alimentar e nutricional para todos.”

Entre as novidades, a FAO está desenvolvendo ferramentas de Inteligência Artificial (IA) para promover segurança alimentar e vai criar a Plataforma Internacional para Alimentos e Agricultura Digitais, focada no debate sobre a digitalização da agricultura e indústria de alimentos. Além de desenvolver a agricultura, as iniciativas buscam enfrentar desafios como as mudanças climáticas.

Bayer Jovens