Home > Saúde > Proteja seus alimentos das pragas urbanas
Saúde

Proteja seus alimentos das pragas urbanas

Cada barata pode carregar cerca de 250 milhões de microrganismos e transmitir doenças

21.05.2020 - Por Bayer Jovens

O período de distanciamento social visando combater o coronavírus trouxe grandes mudanças para a rotina das pessoas, com impacto especialmente na alimentação. Quem antes almoçava em restaurantes, deixou de sair. As pessoas precisaram se adaptar e cozinhar por conta própria ou comprar pratos prontos via delivery. Independentemente da opção escolhida, fazer todas as refeições em casa também significa o aumento no volume de lixo produzido.

Além disso, com as escolas fechadas, as crianças também estão o tempo todo em casa. Os lanchinhos mais frequentes podem deixar migalhas de alimentos em móveis estofados e pelo chão da residência e a família também encara uma maior probabilidade de acumular louças na pia. Por isso, o cenário de quarentena pode representar um risco para a saúde. “Isso faz com que nosso ambiente fique muito mais propício para o aparecimento de baratas e formigas. As baratas estão associadas à transmissão de doenças. As formigas também carregam no seu corpo bactérias e fungos”, alerta Maria Fernanda Zarzuela, bióloga e coordenadora de Field Solutions na Bayer Environmental Science.

Esses pequenos insetos são atraídos por restos de comida, são resistentes e se reproduzem com facilidade em ambientes úmidos e escuros. Eles podem passar despercebidos por áreas como banheiros, áreas de depósito de lixo e depois rondar a cozinha da casa. As baratas e formigas são capazes de contaminar os alimentos e causar doenças como diarreia, febre, otite, micoses, vômito, dor de garganta e infecções urinária e alimentar.

Pesquisadores analisaram insetos capturados em ambiente doméstico e descobriram que uma única barata pode carregar a assustadora quantidade de 250 milhões de microrganismos. “Essa quantidade é suficiente para contaminar um alimento, uma fruta, um legume, uma carne. Você acaba ingerindo sem perceber e acaba ficando doente devido à exposição a esses insetos”, explicou Rosana Siqueira, doutora em ciências de alimentos, bióloga, professora e orientadora da pesquisa, em notícia no G1.

Você sabia que as baratas podem até mesmo provocar crises asmáticas ou alérgicas? Isso ocorre porque os restos de baratas mortas e outras secreções do inseto são listados como alérgenos, ou seja, componentes que causam as reações respiratórias nas pessoas que sofrem com asmas e alergias. “Entre 60 e 80% das crianças asmáticas que vivem em áreas urbanas são sensíveis aos componentes das baratas e muitas vezes essa sensibilidade é maior do que as produzidas por ácaros ou outros animais”, divulgou a Bayer Saúde Ambiental em conteúdo sobre o tema.

Por isso, é preciso ter atenção redobrada com as medidas de limpeza para afastar a visita indesejada dos insetos. “É importante aumentarmos o cuidado com o ambiente, armazenando os alimentos de forma correta, dentro de potes bem fechados e dentro de geladeiras ou armários. Sempre que possível, feche bem o saco de lixo e coloque para fora de casa o quanto antes”, orienta Maria Fernanda. Leia também no Bayer Jovens: quer se livrar das baratas, formigas e escorpiões? Descubra como!

As medidas de limpeza são muito importantes, mas nem sempre impedem a entrada de baratas e formigas em casa. Quem deseja proteger com eficiência o ambiente residencial e cuidar da saúde da família pode contar com os inseticidas da Bayer. A linha de produtos K-Othrine® oferece várias soluções em forma de líquido, gel ou pó que podem ser aplicadas em casa para prevenir o aparecimento das pragas urbanas e/ou combater infestações já existentes de baratas, formigas, moscas e até mesmo pulgas. As soluções são fáceis de aplicar e podem proteger a casa por até três meses. Conheça os produtos.

Conheça as ameaças

  • Existem mais de 4 mil espécies de barata no mundo;
  • 1% das baratas são consideradas pragas urbanas;
  • São insetos de hábito noturno;
  • Elas consomem alimentos de origem vegetal e animal;
  • A barata francesinha é a mais comum nas residências;
  • A francesinha coloca 250 ovos durante a vida, em média, de 130 dias;
  • Existem 2.000 espécies de formigas no Brasil;
  • Só vemos 20% a 30% das formigas existentes, o restante não sai do ninho;
  • Cerca 30 espécies de formigas são consideradas pragas;
  • O formigueiro é composto por uma ou mais rainhas, operárias e reprodutores;
  • A única forma de acabar com um formigueiro é eliminando a rainha;
  • Matar formigas sem planejamento adequado faz com que a rainha produza mais ovos e aumente o tamanho da colônia.

*Com informações da Associação dos Controladores de Vetores e Pragas Urbanas (Aprag)

Bayer Jovens