Home > Acontece na Bayer > Projeto Papel, Caneta e Ação: cartas solidárias
Acontece na Bayer

Projeto Papel, Caneta e Ação: cartas solidárias

Colaboradores da Bayer mantêm correspondência com alunos de escola pública de São Paulo para estimular o hábito da leitura e da escrita

06.03.2019 - Por Bayer Jovens

Quem ainda escreve cartas à moda antiga? Por incrível que pareça, nessa época em que os meios digitais instantâneos se tornaram absolutos, essa forma tradicional de comunicação está sendo usada regularmente entre um grupo de colaboradores da Bayer e alunos de uma escola estadual da Capela do Socorro, na zona sul de São Paulo.

O motivo é mais do que justificado: desenvolver as habilidades de escrita e leitura dos alunos e o aprendizado e estimular a discussão de temas relevantes relacionados às ciências da vida, em harmonia com os valores e os objetivos da Bayer. Trata-se do projeto Papel, Caneta e Ação, idealizado por um grupo de voluntários da empresa em parceria com a Escola Estadual Professor Iturbides Bolivar de Almeida Serra, de ensino fundamental.

A correspondência começou em 2017 e, em apenas três meses, foram trocadas nada menos do que 1.968 cartas entre 164 alunos e 164 voluntários, registrando-se ainda a doação de 164 livros. Em 2018, entre março e junho, foram escritas 1.140 cartas por 95 alunos e 95 voluntários, com 95 livros doados – o que somou 3.108 cartas e a doação de 259 livros.

Os temas das cartas são supervisionados pelos professores e pelos voluntários responsáveis pela organização da ação e, a cada ano, realiza-se uma festa de encerramento para que os estudantes e os correspondentes da Bayer se conheçam pessoalmente. Além de participar do encontro e das brincadeiras promovidas, cada aluno recebe um livro.

Para os integrantes do Grupo de Voluntariado da Bayer, ações como essa são muito gratificantes e fortalecem a decisão de se envolver em outras atividades educacionais e de apoio às comunidades. Com o sucesso das duas primeiras edições do Papel, Caneta e Ação, o projeto ganhou força e será realizado também neste ano, entre os meses de março e junho.

A iniciativa se alinha aos compromissos de responsabilidade social da companhia, que, por meio da Fundação Bayer Cares, destina anualmente cerca de 50 milhões de euros, algo em torno de R$ 220 milhões, para a promoção de projetos nas áreas de saúde, nutrição, ciência, sustentabilidade e inovação, em programas de alcance mundial.

Em 2018, por exemplo, a Fundação Bayer Cares lançou o Grants4Impact (G41), um novo programa dirigido a startups das áreas de nutrição e saúde, a fim de promover soluções que ajudem a melhorar a vida de milhões de pessoas. Na primeira rodada, cinco projetos estão recebendo um total de 1 milhão de euros pelo período de dois anos, e dois deles estão sendo testado no Brasil: o Sani Solar, de saneamento, com base na energia solar, e o Exame iBreast, um dispositivo portátil para diagnóstico de câncer de mama.

Os outros três projetos do programa são o Coolar, um sistema de resfriamento de alimentos sem uso de energia, que está sendo testado no Quênia; o SafetyNet, uma rede inteligente de pesca seletiva, aplicado na Indonésia, e o Bisa M-Health, um serviço de telemedicina testado no Senegal.

Para conhecer mais detalhes do programa Grants4Impact, acesse o site da Fundação Bayer Cares. E confira aqui mesmo em Bayer Jovens outras ações de voluntariado da Bayer no Brasil.

Galeria de Fotos
 
  •  
  •  
  •  
Bayer Jovens