Home > Mundo Agro > Pelo futuro da alimentação no mundo
Mundo Agro

Pelo futuro da alimentação no mundo

Foi com esse objetivo que 100 jovens líderes de 45 países se reuniram em Brasília no Youth Ag Summit 2019, da Bayer

13.11.2019 - Por Bayer Jovens

 Cem participantes de 45 países buscam soluções para alimentar mais de 7 bilhões de pessoas de forma sustentável

Você sabia que o planeta pode chegar a 10 bilhões de pessoas até 2050? Como alimentar tantas pessoas e, ao mesmo tempo, proteger os recursos naturais da Terra? Foi para responder a essa delicada e urgente questão que 100 jovens, entre 18 e 25 anos, de 45 países, se reuniram em Brasília entre os dias 4 e 6 de novembro, na quarta edição do Youth Ag Summit 2019. Organizado pela Bayer, o fórum global acontece a cada dois anos e estimula a próxima geração de jovens agentes de mudança a encontrar soluções inovadoras e sustentáveis relacionadas à alimentação e à agricultura.

 Para Rodrigo Santos, da Bayer, a resposta está na inovação e no diálogo com diferentes setores

"O Brasil é um dos países mais importantes para a agricultura do mundo", lembrou Rodrigo Santos, head da área Crop Science da Bayer para América Latina. "De acordo com a FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura), nos próximos 30 anos seremos 10 bilhões de habitantes. Ainda segundo a organização, é preciso aumentar a produção em 80%, sendo que 40% desse aumento vem da América do Sul, em especial do Brasil e da Argentina. O desafio é, sem dúvida, fazer isso de uma maneira sustentável, ganhando produtividade por unidade de área, algo completamente possível", explicou durante sua palestra aos presentes no evento.

De acordo com o executivo, também é importante ampliar o diálogo com todos os setores da sociedade, de diferentes maneiras, e reunir jovens de várias partes do mundo, com expertises e experiências diversas, para ajudar a construir soluções: "Existe uma grande oportunidade na transformação digital. Hoje, qualquer startup pode fazer a diferença e temos total consciência de que uma rede muito grande de inovação se faz necessária para desenvolver solução para a agricultura", disse Santos.

 Em meio à correria para apresentar projetos, assistir a palestras de especialistas e fazer network, uma pausa para a selfie.

Durante três dias, os "agvocates", como são chamados esses jovens cheios de ideias e muita vontade de mudar o mundo, mergulharam fundo no tema proposto pelo evento. Apresentaram seus projetos, fizeram novos amigos e também muito network, trocaram ideias e conheceram soluções participantes de países como Canadá, Estados Unidos, Espanha, Itália, França, México, República Dominicana, Egito, Nepal, Paquistão, Rússia e Japão, entre outros.

 Liam Condon (de óculos escuros) e Rodrigo Santos (à direita na foto), da Bayer, visitam o Hotel de Abelhas, do programa Bee Care

Entre os palestrantes convidados estavam Sara Menker, fundadora e CEO da Gro Intelligence; Marina Grossi, presidente do Conselho Empresarial Brasileiros para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS); David Hertz, cofundador e presidente da Gastromotiva, e Gustavo Gross Belchior, fundador e CEO da Core Us. Além deles, executivos da Bayer Crop Science mostraram algumas das soluções desenvolvidas pela empresa, como o programa Bee Care e seu Hotel de Abelhas, entre outras iniciativas.

 Jovens do Youth Ag Summit 2019 visitam a fazenda Pamplona da SLC Agrícola

Os jovens do Youth Ag Summit também participaram de atividades externas, como a visita à fazenda Pamplona da SLC Agrícola, em Cristalina, Goiás, que em uma área de mais de 20 mil hectares produz soja, algodão e milho. Eles tiveram a oportunidade de conversar com representantes da Nuffield e do Inter-American Institute for Cooperation on Agriculture (IICA), parceiros dessa edição do YAS.

 O brasileiro Maycon Santos viu seu projeto de alimentação ser escolhido entre os 100 apresentados

Ao fim de três dias de uma intensa troca de informações e compartilhamento de conhecimento, foram revelados os 12 finalistas do Youth Ag Summit 2019. Maycon César de Paula Santos, um dos 12 participantes brasileiros, conseguiu emplacar seu projeto que conecta, via aplicativo, escolas públicas do norte de Minas Gerais com agricultores e produtores da região, para facilitar a doação de alimentos. Nascido em Janaúba, interior de Minas Gerais, Maycon tem 21 anos e estuda ciência da computação e engenharia psicológica (ergonomia cognitiva), em Boston, nos Estados Unidos. Veja o momento em que o mineiro é anunciado como finalista à 1h55 do vídeo publicado no Facebook do evento.

Os outros finalistas foram Davyn Sudirdjo (Indonésia), Thelma Gonzalez Cruz (México), Xie Loong Goh (Malásia), Kelcie Miller-Anderson (Canadá), Suchat Niha (Tailândia), Alice Dien (França), Esther Ajari (Nigéria), Grace Scott (Austrália), Kazi Jawoad Hossain (Bangladesh), David Fisher (Holanda) e Saad Faisal (Bangladesh).

 Liam Condon, da Bayer, disse que o futuro da agricultura está nas mãos desses jovens líderes

Liam Condon, integrante do conselho de Administração da Bayer AG e presidente da divisão Crop Science, acredita que o poder do movimento YAS está nestes jovens líderes. O executivo afirmou: “O Youth Ag Summit capacita os jovens líderes para ajudar a transformar este mundo para melhor, tanto com grandes medidas como com pequenas atitudes. Sabemos que os jovens são o maior recurso natural do planeta e estamos fornecendo a eles uma plataforma inclusiva e de apoio, onde suas ideias podem se enraizar e prosperar”.

Quer mais do Youth Ag Summit? Acesse o Facebook e o Instagram do evento e veja mais vídeos e fotos.

Conheça também outros dois projetos brasileiros que participaram do Youth Ag Summit: o da estudante de engenharia de produção da Universidade Salvador, Bárbara Oliveira Ferreira, de 21 anos, que trata da dessalinização de água com energia solar-térmica no semiárido nordestino, para consumo doméstico e uso na agricultura de subsistência, e o de Kalinka Pereira Gonzales, uma gaúcha de 24 anos que faz mestrado em bioquímica na Universidade Federal do Paraná e quer mostrar como bactérias geneticamente modificadas poderão auxiliar no aumento do valor nutricional das plantas.