Home >
Carreiras > LinkedIn: como fazer recomendações
Carreiras

LinkedIn: como fazer recomendações

Recomendar profissionais na rede social pode ser uma boa maneira de ajudar colegas e incrementar seu networking. Mas você sabe o que escrever?

16.07.2018 - Por Bayer Jovens

Um colega de trabalho, em busca de uma nova colocação, pede que você escreva uma recomendação no LinkedIn. E você fica perdido. Apesar de admirá-lo como profissional, como montar o texto? O que vale a pena destacar? E o que é preciso evitar?

LinkedIn: como fazer recomendações

Natália Rocha, gerente para soluções de marketing do LinkedIn na América Latina, em entrevista ao site da revista Exame, diz que a recomendação ideal é curta e objetiva e que “o principal é informar como foi trabalhar com a pessoa, falando de seus talentos técnicos e interpessoais”. Porém, a rede de network não é lugar para os chamados “feedbacks construtivos”. “Ninguém é perfeito, mas é melhor evitar citar algo em que a pessoa tem dificuldade ou deve melhorar”, alerta Natália.

Vale lembrar que o fato de você recomendar um colega não o obriga a fazer o mesmo, mas é um bom incentivo para que ele retribua o “favor” e, com isso, ajude a incrementar o seu perfil. Então, quanto mais recomendações você fizer, mais rica pode ficar a sua rede de contatos profissionais.

Confira a seguir dicas de como escrever uma recomendação caprichada no LinkedIn para, por exemplo, uma suposta ex-colega chamada Marcela, de acordo com as orientações dos especialistas.

  • Comece com uma frase instigante
    A ideia é seduzir logo de cara o leitor, que nesse caso muitas vezes é um recrutador. Tente resumir em uma frase como é a pessoa no ambiente de trabalho. Algo como: “Marcela não é apenas uma profissional querida entre os funcionários. É também uma líder e uma mentora perfeita”.
  • Descreva a relação profissional entre você e o colega
    Explique, de forma objetiva, os projetos de que participaram e há quanto tempo trabalham ou trabalharam juntos. Por exemplo: “Nos três anos em que trabalhei com ela na agência de publicidade, desenvolvemos vários projetos para clientes importantes (e cite alguns clientes) dos mais variados setores”.
  • Destaque uma habilidade
    Para não ficar no lugar comum - fulano é inteligente, organizado, maravilhoso -, é importante buscar qualidades que destaquem o profissional do resto da multidão, algo que ele faça melhor do que os outros. Por exemplo: “Uma característica marcante de Marcela é a pontualidade na entrega e a facilidade em desenvolver soluções criativas para propostas complexas”.
  • Traga algo pessoal para a recomendação
    Além do lado profissional, vale ressaltar algumas características que mostrem como é agradável trabalhar com a pessoa. Algo do tipo: “Marcela também é muito bem-humorada e divertida. É uma das poucas pessoas que conseguem fazer com que todos participem das seções de ginástica laboral da agência”.
  • A finalização
    É a hora de fazer o que pretendia desde o início: recomendar a pessoa, com uma frase curta e objetiva: “Por esses e outros motivos, recomendo a profissional Marcela com a certeza de que ela representa um diferencial para lá de positivo em qualquer equipe”.

Viu como é fácil? Agora você já pode surpreender amigos e ex-colegas de trabalho com recomendações objetivas e bem estruturadas no LinkedIn.

Publicado em Carreiras