Home > Mosaico > Já se emocionou hoje?
Mosaico

Já se emocionou hoje?

Animações divertem – e muito – crianças e adultos com histórias simples que abordam temas complexos como amor, preconceito, companheirismo e respeito

18.09.2017 - Por Bayer Jovens

Um garotinho se apaixona por outro e a internet se emociona. Com mais de 29 milhões de visualizações pouco mais de seis semanas depois de sua publicação no YouTube, em 31 de julho, In a Heartbeat (em uma batida de coração, em tradução livre) era para ser apenas um trabalho de conclusão de curso de Beth David e Esteban Bravo, da Ringling College of Art and Design (EUA).

Mas a história do sofrimento do menino apaixonado pelo colega e morre de medo de ter seu amor descoberto e ser rejeitado é tão doce e ao mesmo tempo tão dura e real ao mostrar as dificuldades e os obstáculos enfrentados pela comunidade LGBTQ desde cedo, que é impossível não se emocionar e torcer para que o amor vença (veja no vídeo no início desta matéria). Assim como o In a Heartbeat, a internet está recheada de curtas de animação com histórias que parecem simples, mas, na verdade emocionam, por estarem carregadas de significados e mensagens que falam da realidade de uma maneira diferente. Confira a seguir alguns dos exemplos que estão bombando.

  • Partly Cloudy (Festa nas nuvens)
    O curta da Pixar diverte crianças e adultos ao mostrar de forma bem-humorada a relação entre a cegonha Peck e a nuvem Gus, que, juntas, devem criar e entregar bebês de todas as espécies do mundo animal para seus respectivos pais. O problema é que a vida da dupla não é tão fácil como a de seus pares, que ficam com a parte fácil do negócio, criar e entregar espécimes fofinhos, bonitinhos e cheirosinhos. Peck e Gus têm como missão lidar com bebês de jacaré, porco-espinho, tubarão e por aí vai. E mostra que se na vida nem tudo são flores, com companheirismo as coisas podem ficar mais divertidas e leves.

  • Alike (Semelhante)
    A premiada animação dos espanhóis Daniel Martinez Lara e Rafa Cano Méndez mostra, de forma tocante e melancólica, como a escola e o trabalho drenam a energia e a criatividade de adultos e crianças ao impor um modo de vida maçante e muitas vezes sem sentido. As pessoas têm necessidades diferentes, e essa diversidade deve ser respeitada.

  • Snack Attack (Ataque às bolachas)
    Uma senhora brava e muito fofa consegue finalmente comprar bolachas para comer enquanto espera o trem. Mas um moleque simpático e, ao que parece, bem folgado, senta-se ao seu lado na estação e, sem cerimônia, ataca os snacks da bondosa(?) mulher. Ela fica irritada, mas será que é isso mesmo? O curta bacana, escrito e realizado por Andrew Cadelago e produzido por Eduardo Verastegui, mostra que, muitas vezes, as aparências enganam.

  • Paperman (Aviões de papel)
    Ah, o amor, sempre ele, nos emocionando e nos fazendo torcer por um final feliz. E, ao que parece, mal visto por alguns. Então, se você está apaixonado, corra em direção ao seu amor, nem que para isso você precise de uma ajuda pouco usual. Aqui, no caso, de aviões de papel. Uma história sobre os encontros e desencontros amorosos. O curta-metragem em preto e branco foi produzido pela Disney.
Bayer Jovens