Home > Inovação > Google promete internet para todos
Inovação

Google promete internet para todos

Projeto Next Billion Users quer levar mais conectividade a países em desenvolvimento e a locais até então quase inacessíveis

05.10.2018 - Por Bayer Jovens

Você consegue imaginar um mundo sem internet? Sem wi-fi, sem telefone celular, sem redes sociais nem Netflix? Sem todo o conhecimento e informação relevante que a web proporciona? Acredite ou não, em um planeta com quase 8 bilhões de pessoas, mais de 2,5 bilhões ainda não estão conectados à web, por vários motivos: possuem celulares pouco potentes que não suportam sistemas operacionais mais robustos, o não podem pagar por um plano de dados mensal, ou simplesmente vivem em lugares tão longínquos que o sinal não chega até lá.

Google promete internet para todos

O Google, com a anunciada missão de “organizar as informações do mundo e torná-las universalmente acessíveis e úteis”, está, já faz algum tempo, de olho nessa parcela da população que nem imagina as facilidades e a riqueza que uma boa conexão de internet é capaz de promover. Agora, a gigante da tecnologia caminha de verdade para pôr a ideia em prática.

“Em 2014, demos novos passos para progredir nessa missão, ao lançar uma iniciativa clara para tornar nossos produtos e recursos ainda mais relevantes para o Next Billion Users, ou Próximo Bilhão de Usuários, em países como Brasil, Índia, Indonésia e Filipinas. Por serem mobile first e por terem acesso restrito à internet, uma grande parcela de pessoas precisa de uma experiência de produto diferente”, disse Flavio Ferreira, diretor de parcerias do Google para a América Latina, ao portal UOL Tecnologia.

Entre as ações que a empresa passou a desenvolver para expandir o acesso à internet e criar uma web mais inclusiva para usuários de países em desenvolvimento está a tecnologia da Loon, que leva conectividade a lugares remotos por meio de balões. A companhia, uma subsidiária da Alphabet, a empresa-mãe do Google, faz parcerias com operadoras locais para ampliar o sinal de internet fornecido por essas agências a regiões até então inacessíveis. O mais novo acordo, divulgado em julho passado, e fechado com a operadora Telkom Kenya, no Quênia, vai ajudar a levar conectividade para algumas das regiões mais remotas da África.

Assista ao vídeo abaixo para entender detalhadamente como funciona a tecnologia dos balões:

Outra iniciativa destinada a expandir o número de usuários de internet onde a conexão ainda é precária é o Google Station, que implanta pontos de wi-fi em locais públicos. O projeto já conectou milhares de pessoas na Indonésia, no México, na Tailândia e na Índia – que, graças a uma parceria com o governo local, recebeu wi-fi público em 400 estações de trem. O próximo país a ganhar o serviço público de conectividade do Google será a Nigéria, na África.

Para saber mais a respeito desses e de outros projetos do Google, acesse o blog oficial Next Billion Users, em inglês.

Publicado em Inovação