Home > Sustentabilidade > Carbono zero e preservação dos recursos naturais são metas da Bayer
Sustentabilidade

Carbono zero e preservação dos recursos naturais são metas da Bayer

A Bayer assume um forte compromisso de proteção ao clima e de preservação dos recursos ecológicos, com metas ousadas até 2030.

03.06.2020 - Por Bayer Jovens

A responsabilidade de cuidar do planeta Terra e de mantê-lo em condições de ser habitado é um dever de todos. A pauta ambiental sensibiliza governos, organizações, empresas e comunidades em todo o mundo, que miram para o futuro e buscam soluções inovadoras, com o propósito de mitigar efeitos nocivos sobre o clima, proteger vegetações nativas e preservar os recursos naturais, em especial a preciosa água.

As discussões sobre desenvolvimento sustentável tiveram um impulso relevante em 5 de junho de 1972, quando a Organização das Nações Unidas (ONU) promoveu a Conferência de Estocolmo, na Suécia, um evento que foi palco de debate sobre metas para nortear políticas ambientais globais. Não à toa, o dia 5 de junho ficou marcado e passou a ser lembrado todos os anos, ao passo que foi instituído o Dia Mundial do Meio Ambiente.

A data representa um momento importante de reflexão sobre o futuro ecológico do planeta e, mais do que isso, entender como partir para a ação em prol da sustentabilidade atualmente, especialmente com a valorização de tecnologias de energias renováveis e proteção dos recursos naturais. A sustentabilidade é um dos principais pilares para a Bayer, norteando diretrizes importantes em seus negócios.

A saúde humana e o planeta

Em um momento tão delicado quanto à fase de distanciamento social em combate ao coronavírus, as preocupações com o meio ambiente não podem ser deixadas de lado. Por isso, a Bayer participou de uma mobilização de apelo global com mais de 150 empresas, para pedir aos governos que ações climáticas ousadas sejam incluídas nos planos de recuperação da covid-19.

A iniciativa divulgou a declaraçãoUnindo Negócios e Governos para se Recuperar Melhor”, assinada pelos dirigentes das empresas, entre eles o CEO da Bayer, Werner Baumann. “Enfrentamos uma pandemia global que devasta as pessoas e seus meios de vida. Ao mesmo tempo, continuamos a enfrentar uma emergência climática global com impactos irreversíveis para as pessoas e todos os sistemas naturais que nos sustentam. Diante dessas crises interconectadas, não podemos nos dar ao luxo de enfrentar uma ou outra. A saúde humana depende da saúde do planeta”, afirmam os empresários no documento.

Bayer sustentável

A Bayer tem um forte posicionamento a favor do meio ambiente, alinhado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas e o Acordo de Paris. A empresa planeja cumprir metas ambiciosas de proteção ambiental e climática até 2030. Um dos destaques é a meta de carbono zero. A Bayer vai adotar medidas de eficiência energética, focando 100% em fontes renováveis, e de compensação de emissões remanescentes, com medidas de captura de carbono, para então se tornar neutra em emissões de gases de efeito estufa.

A empresa desenvolve globalmente uma série de ações ecológicas, visando alcançar elevado padrão de saúde, segurança, proteção do ambiente e qualidade. Há várias iniciativas de gestão de águas para economia no consumo e tratamento de água em unidades da empresa; redução de resíduos e reciclagem; projetos que estimulam a conservação do solo; conservação da biodiversidade, como promover a saúde das abelhas e borboletas, entre outros. Leia também: Conservação da água é um dos temas mais importantes da atualidade.

O papel do agronegócio

A missão sustentável da Bayer vai além das instalações físicas da empresa. A Bayer vai mobilizar fornecedores e cadeia de valor para reduzir a pegada ambiental. No campo, a Bayer vai estimular agricultores a adotar boas práticas agrícolas para reduzir o impacto ambiental e as emissões de gases de efeito estufa em 30% até 2030.

O sucesso da agricultura está intimamente ligado às condições ambientais. Os produtores dependem da oferta de água, terras e clima adequados para cultivar alimentos. Por essa razão, a defesa do meio ambiente é um apelo essencial que engloba o futuro da agricultura e a segurança alimentar. Ciente disso, a Bayer colabora para desenvolver negócios agrícolas sustentáveis, promovendo tecnologias inovadoras que permitem elevar a produtividade agrícola e otimizar o uso de insumos e consumo de recursos naturais.

Vale a pena destacar que, para alcançar tais metas até 2030, a Bayer contará com o auxílio de 12 conselheiros externos independentes. A novidade será possível com a formação do Conselho de Sustentabilidade, anunciado em maio de 2020. Os conselheiros poderão examinar e supervisionar a implementação de ações de sustentabilidade da Bayer, além de fomentar a cooperação da empresa com redes da sociedade, educação, indústria e política.

Bayer Jovens