Home > Saúde e bem-estar > As piores “dietas de celebridades”
Saúde e bem-estar

As piores “dietas de celebridades”

Associação Dietética Britânica afirma que algumas das famosas receitas para emagrecer podem fazer mal à saúde

16.02.2018 - Por Bayer Jovens

O que têm em comum as atrizes Gwyneth Paltrow e Megan Fox, os astros do esporte Tom Brady e Kobe Bryant, Kim Kardashian, os cantores Mick Jagger e Sting e o ator Alec Baldwin? Eles fazem parte do numeroso time de gente famosa que adota fórmulas pouco convencionais para tentar emagrecer ou manter a saúde e, querendo ou não, acabam influenciando milhões de pessoas no mundo todo. São as “dietas das celebridades”, que surgem a cada ano como soluções infalíveis e logo acabam sendo substituídas por outras.

Dietas

No entanto, a Associação Dietética Britânica (BDA, na sigla em inglês) fez um alerta a respeito dos riscos de algumas dessas dietas e relacionou cinco delas que devem ser evitadas. A entidade que representa os nutricionistas do Reino Unido lembra que as pessoas estão sempre em busca de alimentos que promovam a saúde e o bem estar, “mas, ao mesmo tempo, houve um grande salto no número de dietas bizarras, incorretas e às vezes perigosas, apoiadas por celebridades, com a promessa de ser o segredo para uma vida mais saudáveis e atraente”. A BDA, então, fez uma lista das “cinco piores dietas de celebridades a evitar em 2018”.

  1. Dieta crudívora
    Adotada por Gwyneth Paltrow, Megan Fox, Sting e outras celebridades, tem como base os alimentos veganos crus e promete perda de peso e limpeza do organismo. A BDA afirma que uma dieta vegana cuidadosamente planejada, com suplementos como as vitaminas B12 e D, pode ser saudável, mas não é garantia de perda de peso. E lembra que os alimentos veganos geralmente contêm as mesmas calorias que os alimentos não veganos. Enquanto alguns fazem bem quando crus, outros são mais nutritivos quando cozidos, como cenouras. O corpo humano pode digerir e ser nutrido por alimentos crus e cozidos, por isso não há nenhuma razão para acreditar que o cru é melhor. Segundo a BDA, o alimento cru não é adequado para certos grupos, como crianças ou mulheres grávidas.
  2. Dieta alcalina
    Baseia-se na ideia de que consumir mais alimentos alcalinos - limão, alho, batata, alguns legumes e cereais - e menos ácidos ajuda a mudar o pH do sangue e até mesmo tratar câncer e osteoporose. Já foi adotada, entre outros, por Tom Brady, Gwyneth Paltrow e Sarah Ferguson, mas, segundo a BDA, trata-se de um grande mal-entendido, pois o pH dos alimentos não tem impacto no nível de acidez ou alcalinidade do sangue. “Nosso corpo é perfeitamente capaz de manter o sangue dentro de um intervalo de pH muito específico (entre 7,35 e 7,45). Você provavelmente perderá peso, pois você estará cortando alimentos processados e comendo outros mais saudáveis, mas a dieta não tem nada a ver com a ideia absurda do pH ácido ou alcalino”, esclarece a associação.
  3. Dieta de Katie Price
    A celebridade é a própria Kate Price, uma modelo e apresentadora britânica que tem uma linha de shakes que substituem refeições, uma “forma insustentável de perder peso”, de acordo com a BDA: “Os supressores de apetite não são saudáveis nem aconselháveis. Curiosamente, o próprio site de Kate Price admite que os benefícios de sua dieta não foram avaliadas pelas autoridades competentes”. O nutricionista Nichola Ludlam-Raine, porta-voz da BDA, afirmou: “A venda de suplementos, especialmente os de proteínas, é uma maneira fácil de ganhar dinheiro. Embora sejam úteis nos cenários certos, esses suplementos são frequentemente vendidos como a única resposta para a perda de peso, com promessas enganosas”.
  4. Dieta de Pioppi
    Pioppi é nome de uma vila italiana cuja população apresenta uma alta média de longevidade, o que inspirou o ex-atleta e documentarista irlandês Donal O'Neill e o cardiologista britânico Aseem Malhotra - suposto guru de Jamie Oliver - a criar uma “dieta mediterrânea” que seria capaz de reduzir o peso e o risco de diabetes tipo 2. Baseia-se em refeições com quase nada de carboidrato, carne vermelha e açúcar e muitos legumes, nozes e peixes. “Os autores talvez sejam as únicas pessoas do planeta que viajaram à Itália e voltaram com uma dieta que exclui massas, arroz e pães - mas inclui coco”, diz a BDA. “É ridícula a ideia de que essa aldeia italiana deva ser associada a receitas como pizza à base de couve-flor, um substituto de arroz também feito de couve-flor ou qualquer coisa usando óleo de coco. A dieta também estimula as pessoas a passar fome durante 24 horas. A dieta mediterrânea tradicional é saudável, mas foi sabotada pela dieta de Pioppi.”
  5. Dieta cetogênica
    Tem como adeptos Kobe Bryant, LeBron James, Halle Berry, Gwyneth Paltrow, Mick Jagger, Rihanna, Alec Baldwin, Kim Kardashian e Matthew McConaughey e propõe a redução drástica do consumo de carboidratos e a exclusão de grãos, produtos lácteos, legumes, soja, a maioria das frutas e vegetais amiláceos, além do aumento da ingestão de gordura e proteínas com moderação. A intenção é levar o corpo a um estado de cetose, em que, sem a glicose dos carboidratos, ele queimaria gordura para produzir energia. De acordo com os especialistas da BDA, uma dieta cetogênica cuidadosamente planejada pode ser eficiente no tratamento da epilepsia, mas para a perda de peso não há mágica. Essa dieta funciona como qualquer outra ao cortar calorias e remover alimentos que as pessoas tendem a comer demais, mas nunca é uma boa ideia restringir muito determinados grupos alimentares, inclusive os carboidratos, porque isso dificulta o equilíbrio entre vitaminas, minerais e fibras.

    O porta-voz da BDA lembra que as celebridades parecem sempre levar uma vida fabulosa e perfeita, cujos hábitos devem ser imitados, incluindo a dieta da moda. “Na realidade, se algo parece bom demais para ser verdade, provavelmente é. Faça pequenas mudanças em sua dieta e você será capaz de manter no longo prazo um padrão de alimentação saudável, e não apenas uma solução rápida. A moderação e uma vida ativa são fundamentais”, aconselha o nutricionista Nichola Ludlam-Raine.