Home > Inovação no campo > Agro high tech: 10 tecnologias que surpreendem no campo
Inovação no campo

Agro high tech: 10 tecnologias que surpreendem no campo

Os produtores rurais já utilizam ferramentas de ponta e estão na vanguarda da transformação digital.

10.07.2020 - Por Bayer Jovens

Tecnologias disruptivas estão transformando o campo, com diversas possibilidades de aplicação em todas as etapas das atividades agropecuárias. As fazendas estão de porteiras abertas para aderir ao uso de sensores, máquinas automatizadas e muitas outras inovações. Sistemas e aplicativos ajudam a aperfeiçoar os processos e alavancar a produtividade. Confira abaixo dez exemplos de como o agronegócio está na vanguarda da tecnologia!

1 - Assistente virtual

Se você já ouviu falar sobre a Alexa ou a Siri, sabe bem o que é um assistente virtual. O agronegócio também já tem uma ferramenta interativa dessas. Foi criado o Robolima, um chatbot que tem a missão de prevenir acidentes com máquinas agrícolas. O programa “conversa” com o usuário, trocando mensagens gratuitas pelo WhatsApp e Telegram, para orientar sobre o tema. De acordo com os criadores, da Universidade Federal do Ceará, o Robolima tem um acervo que reúne informações de mais de uma década de pesquisas sobre acidentes de maquinário agrícola.

2 - Treinamento virtual

A parte de qualificação e treinamento para o produtor rural também já está no ambiente digital. O BayG.A.P, por exemplo, é um treinamento online e gratuito para aconselhamento e apoio no processo de adequação das boas práticas agrícolas. Ele é um aliado dos produtores e traz conhecimento sobre os principais temas exigidos pelo mercado comprador de frutas e vegetais, em 12 módulos que vão desde sistemas de irrigação, até documentação.

Saiba mais aqui.

3 - Conectividade

A conexão com a internet é essencial para utilizar a maioria das tecnologias. Entretanto, no Brasil, mais de 70% das propriedades rurais ainda não contam com acesso à rede. Com a missão de acelerar a revolução digital no campo, um grupo de empresas criou a associação ConectarAgro, uma iniciativa pioneira que vai levar a conexão 4G para a área rural, englobando uma área de 13 milhões de hectares até o fim de 2021.

A Climate FieldView®, empresa da Bayer, faz parte da associação ConectarAgro. O grupo está investindo em infraestrutura, formada por torre, rádio e antenas, para conexão com a internet nas áreas rurais. Até agora, a iniciativa já integrou à internet uma área total de 5,1 milhões de hectares.

4 - Drones

Você sabia que os chineses já usam mais de 30 mil drones para pulverizar lavouras? A China prometeu intensificar os avanços nas principais tecnologias agrícolas, segundo divulgou o Canal Rural. No Brasil, os drones também estão se popularizando. Além de pulverizar, eles monitoram a plantação e detectam anomalias.

Um exemplo disso é o trabalho da Coopercitrus, uma cooperativa com mais de 35 mil associados e que oferece serviço de mapeamento da lavoura com drones. O serviço pode encontrar áreas atingidas por pragas e plantas daninhas, e identificar falhas em locais de difícil acesso, por exemplo. Também são possíveis aplicações na pecuária, como o uso de drones para detecção e contagem de gado, segundo pesquisa da Embrapa.

5 - Estações meteorológicas

As informações de clima são essenciais para gerir as safras, já que ocorrências como chuvas e secas impactam diretamente na produção agrícola. A tecnologia já avançou para mitigar riscos climáticos, permitindo a instalação de estações meteorológicas na fazenda. Dessa forma, o agricultor consegue coletar dados localizados e ter uma previsão do tempo mais assertiva, ideal para o manejo da lavoura. Essa tecnologia está se popularizando no Brasil. Os clientes da Bayer que desejam investir em estações meteorológicas podem inclusive adquirir o equipamento com pontos acumulados no programa de relacionamento da Bayer, com resgate na plataforma Orbia. Confira aqui.

6 - Inteligência artificial

A safra de laranja é estimada por meio da “derriça”, que é a retirada de todos os frutos em mais de 2.500 árvores paulistas e mineiras. Contudo, o método está com os dias contados. A inteligência artificial poderá automatizar a contagem de laranjas, sem tirá-las do pomar. A pesquisa eContaFruto, desenvolvida pela Embrapa, testa técnicas de processamento digital de imagens e aprendizado de máquina (machine learning), para criar algoritmos que permitam ao computador enxergar e distinguir frutos verdes de laranjas maduras com o máximo de precisão. Com isso, será possível criar um protocolo metodológico mais eficiente para estimar as safras.

7 - Plataformas digitais

A informatização do campo já não é mais uma novidade. Muitos produtores rurais utilizam aplicativos e programas de computador para melhorar o manejo das lavouras e a administração da fazenda. Uma opção de destaque é a tecnologia Climate FieldView, uma plataforma digital completa da Bayer que automaticamente coleta dados de todas as operações agrícolas.

Com os dados detalhados de plantio, pulverizações e colheita, o produtor gera mapas inteligentes de alta resolução que ajudam a identificar áreas com incidência de pragas, doenças e plantas daninhas, para melhor implementar medidas de manejo, sanar os problemas e planejar o aumento de produtividade. Leia mais: A aceleração da transformação digital.

8 - Realidade virtual e aumentada

Que tal uma experiência virtual que permite imergir e interagir em 360º com materiais educativos sobre a adoção de boas práticas e o manuseio correto e seguro de produtos agrícolas? Isso é possível com o aplicativo Bayer Xperience, desenvolvido pela Bayer e disponível nas lojas de aplicativos para Android e iOS. O usuário pode acessar os conteúdos somente com um smartphone, mas, para uma experiência mais imersiva, também é recomendado o uso de óculos de realidade virtual e de fones de ouvido.

9 - Robótica

Você sabia que os robôs já chegaram ao campo? Há inúmeros protótipos em desenvolvimento, como o TerraSentia. O pequeno robô cheio de sensores é capaz de percorrer plantações e coletar automaticamente informações sobre a saúde das plantas e características fisiológicas.

O equipamento está sendo testado no Brasil, no campus de São Carlos da Universidade de São Paulo (USP). “Por meio de algoritmos, o software do TerraSentia converte dados em informações sobre fitossanidade e desenvolvimento, além de detectar eventuais problemas nas lavouras”, explica Chinmay Soman, um dos sócios da startup EarthSense, fabricante do robô, em notícia da revista Globo Rural.

10 - Trator autônomo

Não são apenas os carros que poderão trafegar sem motorista. A versão quatro rodas autônoma do campo também virou realidade. Entre os modelos desenvolvidos, foi lançado um trator elétrico autônomo, em 2019, pelo fabricante John Deere. Com acionamento elétrico, o trator não emite poluentes. Além disso, o veículo promete resistência e baixos custos de manutenção, segundo divulgou a Revista Cultivar.

Bayer Jovens