Home > Sustentabilidade > Lavoura urbana
Sustentabilidade

Lavoura urbana

Hortas privadas em metrópoles ajudam a amenizar o efeito estufa e aproveitam espaços ociosos

08.02.2013 - Por Bayer Jovens

Cultivar uma pequena horta (individual ou coletiva) torna sua alimentação mais saudável com ingredientes sem agrotóxicos e reduz o impacto da produção em massa no meio ambiente. Em terrenos espaçosos ou no alto dos edifícios, estas hortas são uma ideia simples, saudável e sustentável. A produção irá abastecer sua mesa com produtos orgânicos.

Cio da terra

O primeiro passo pra ter sua horta particular é achar um bom local para o plantio. Depois, disposição e dedicação a essa rotina. Os cuidados para montar uma pequena horta em casa:

  • Verifique a disponibilidade de luz. É fundamental ao menos duas horas diárias de sol para estimular a fotossíntese das plantas.
  • Escolha espécies adequadas. Recomenda-se a iniciantes que plantem espécies que não exigem muitos cuidados, como manjericão, alecrim, boldo, hortelã, salsa, coentro. Depois, pode-se partir para tomates, morangos e beterrabas.
  • Crie uma rotina para os cuidados básicos. Os cuidados básicos são com relação à rega, uma vez por dia, e com a adubação orgânica, sem aditivo químico. A forma de colher as folhas ou alimento também requer alguns cuidados para manter a planta sadia, sem problemas ou feridas que possibilitem a entrada de pragas. Esses cuidados podem variar de acordo com a espécie. Para saber exatamente essas necessidades, pergunte para o vendedor das mudas ou sementes.

Semeando o movimento

O movimento de hortas urbanas se espalha, aproveitando beiradas, pátios, sacadas, terraços e lajes no meio de grandes metrópoles para cultivar alimentos. Até mesmo pequenos terrenos baldios, como fez um grupo de moradores do bairro da Pompéia, zona oeste de São Paulo. Basta ter um canto bem ensolarado para abrigar canteiros ou vasos, baldes e outros recipientes suspensos. Além de alimentos frescos e saudáveis, as hortas urbanas são eficazes no combate ao efeito estufa, pois as hortaliças consomem grande quantidade de CO2.

A cidade de Nova York possui a maior horta urbana construída em edifício no mundo. Desde 2007, o governo norte-americano dá isenções fiscais para aqueles que possuem “telhados verdes”, como parte de um programa que pretende tornar a cidade campeã em desenvolvimento sustentável. Alguns restaurantes, por exemplo, aproveitam esse empurrãozinho do governo para cultivar suas próprias matérias-primas. E quem sai ganhando somos nós e o meio ambiente, é claro.

Saiba mais sobre sustentabilidade em O Planeta Agradece

Construções sustentáveis atraem pelo baixo consumo de recursos como água e energia

E-lixo Maps dá dicas de como descartar lixo eletrônico sem contaminar o ambiente