Home > Ciência & Inovação > Vamos viver na Lua?
Ciência & Inovação

Vamos viver na Lua?

Desde a minha infância, gosto de observar a Lua e, por muitas vezes, até construí foguetes que me levaram até lá.

02.09.2020 - Por Paulo Valim

De lá, observava a Terra de longe: era tudo calmo e tranquilo, sem muito barulho ou confusão.

É claro que isso tudo acontecia apenas na minha imaginação, mas hoje, quando olho pra Lua, fico pensando, será que um dia vamos viver lá?

Não pense que estou escrevendo esse texto porque a minha cabeça vive no mundo da Lua, mas, sim, porque há novidades sobre as explorações astronômicas que me permitem dizer que é possível que a espécie humana consiga viver na Lua (com a cabeça e o restante do corpo).

Mas por que a Lua, se temos tantos outros planetas?

Por que ela é o ensaio do que precisamos fazer para colonizar Marte. Além deste satélite estar um pouco mais perto da Terra, ela é o local mais parecido com o planeta vermelho que conseguimos chegar.

O programa Artemis, da Nasa, é o grande projeto da Agência Espacial Norte-Americana pela próxima década. As etapas do programa têm como objetivo a chegada à Marte depois que uma nova base seja montada na Lua.

No ano que vem (2021), duas missões espaciais com robôs levarão cargas para a Lua. Uma das entregas permitirá que um novo veículo lunar chegue ao nosso satélite e explore as proximidades da cratera Shackleton.

O objetivo é que este veículo lunar procure por recursos que humanos possam utilizar para sobreviver na Lua. E eu estou aqui cruzando meus dedos e torcendo para que água e oxigênio sejam encontrados.

Quando vamos viver na Lua?

A estimativa é que a primeira expedição com habitantes para a Lua seja feita em 2024. Os primeiros quatro habitantes serão astronautas que chegarão à "Gateway Space Station" a bordo da nave Orion. Entretanto, esse voo só acontecerá após duas missões de teste: a Artemis I e II, e os primeiros habitantes irão na missão Artemis III.

Ao desembarcarem no satélite, os astronautas estarão no polo sul lunar e usarão um veículo lunar (pressurizado e habitável por 45 dias) para explorar o território. A partir do momento em que as expedições lunares forem expandidas e os astronautas puderem permanecer por mais tempo, um novo passo poderá ser dado: a expedição Artemis para Marte será possível. Primeiramente serão entregues robôs, e posteriormente os humanos poderão pisar na superfície do planeta vermelho.

Ah, e para finalizar esse texto, tenho uma curiosidade sobre o nome Artêmis para contar pra você! Artêmis é a deusa grega da caça e da Lua, além de ser irmã de Apollo. E as primeiras missões espaciais para a Lua receberam o nome do deus grego e foram eternizadas no filme Apollo 13 com Tom Hanks.

Quer saber mais sobre o programa Artemis? Assista ao vídeo oficial da Nasa:

Paulo Valim
Paulo Valim

Ciência & Inovação

Paulo Valim é professor, químico e fundador do canal Ciência em Ação, que hoje conta com mais de 600 mil inscritos no Youtube. Apaixonado por educação e inovação, tem como missão democratizar o ensino de ciências no Brasil. A opinião expressa nos artigos é de responsabilidade dos colunistas convidados e não correspondem à opinião da Bayer como empresa.