Home > Agro Agora > Jovens unidos em busca de soluções para o mundo
Agro Agora

Jovens unidos em busca de soluções para o mundo

O resultado da união de 100 jovens famintos por mudança? Um fórum mundial com o objetivo de encontrar caminhos na busca por alimentar uma população crescente

27.11.2019 - Por Mundo Agro

Sempre me falaram que os jovens eram o futuro, mas passei muito tempo achando que precisava esperar o futuro chegar para ser parte da mudança. Esse pensamento mudou quando conheci o Youth Ag Summit e percebi que poderia fazer parte de uma mudança agora, percebi que o futuro já chegou.

Comecei então a pensar em um projeto que utilizaria a biotecnologia, porém tendo em mente as metas de desenvolvimento sustentável da ONU. Se você não conhece quais são elas, pode conferir clicando aqui.

Para mim, era de extrema importância que essa questão fizesse parte do meu projeto porque acredito que essa seja a grande diferença que os jovens trazem: a busca por sustentabilidade. Afinal, de que adianta criar soluções para os desafios atuais do mundo, mas que a longo prazo poderão provocar novas questões a serem resolvidas, não é mesmo?! Não faz sentido.

Cerca de metade da população mundial sofre de alguma deficiência alimentar e a falta de vitaminas na dieta é parte desse problema mesmo em países desenvolvidos. No começo do século XX, iniciou-se o uso de fertilizantes químicos para aumento da produção de alimentos, mas algumas questões também começaram a ser levantadas, como contaminação de lençóis freáticos, geração de gases do efeito estufa e alta demanda de combustíveis fósseis para sua produção. E é aqui que a minha ideia entra.

Bactérias fixadoras de nitrogênio são uma alternativa sustentável para o uso de fertilizantes químicos. Alguns microrganismos naturalmente aumentam o teor de vitaminas dos alimentos. Por isso, meu projeto visa modificar geneticamente essas bactérias para realçar essa capacidade e associar à fixação de nitrogênio. Sendo assim, seremos capazes de produzir mais alimentos com alto valor nutricional utilizando menos áreas de plantio. E, o melhor, tudo da maneira mais sustentável possível.

Felizmente, minha ideia teve sucesso e me mostrou que realmente posso contribuir para o futuro e fazer diferença no mundo. Meu projeto foi um dos selecionados pelo Youth Ag Summit e, em novembro, embarquei para o evento em Brasília. Lá, pude conhecer 99 jovens brilhantes de 45 países diferentes, cada um com um projeto incrível e o mesmo objetivo: contribuir com soluções para garantir que uma população crescente tenha o alimento necessário disponível.

Percebi que nossas experiências de vida e profissionais nos qualificam para promover a mudança a partir de diversos pontos de partida. Fiz amizades que vou levar para a vida e construí uma rede importante de contatos, que vão me ajudar a trilhar o caminho para um futuro mais verde e livre da fome. Assim como espero que meu projeto também tenha contribuído um pouco com cada uma dessas mentes brilhantes.

O que aprendi no YAS (como carinhosamente chamamos o fórum)? Encontre seu propósito e pessoas com interesses em comum, pois é em comunidade que faremos a mudança. Os jovens não são só o futuro, somos o presente também!

E você, já pensou em como pode fazer a diferença no mundo um pouquinho todos os dias?

Kalinka Pereira Gonzales

Kalinka Pereira Gonzales, 25 anos, é Engenheira de Bioprocessos e Biotecnologia pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e cursou Plant and Forest Biotechnology na Umeå University, na Suécia. Foi uma das delegadas brasileiras do Youth Ag Summit de 2019 e atualmente está fazendo mestrado em Bioquímica e Biologia Molecular na UFPR onde estuda bactérias fixadoras de nitrogênio.