Home > Agro Agora > Bayer estimula a capacitação online de agricultores
Agro Agora

Bayer estimula a capacitação online de agricultores

Conheça o BayG.A.P, um treinamento online gratuito que orienta sobre boas práticas agrícolas para promover a rastreabilidade de alimentos

26.05.2020 - Por Mundo Agro

A internet é um ambiente propício para fomentar o conhecimento. Os internautas encontram notícias, vídeos, podcasts e aulas em variados formatos para aprender online. Neste momento em que as instituições de ensino estão paralisadas por causa do distanciamento social em combate ao coronavírus, a internet está ganhando um papel ainda mais relevante para a educação.

As atividades na internet estão se popularizando tanto que, com certeza, você já acompanhou videoaulas ou apreciou a live de algum artista. Os cursos online nunca estiveram tão em evidência e provam o seu importante papel para capacitar estudantes e profissionais de todas as áreas. Até mesmo as pessoas que fazem parte dos setores essenciais e continuam trabalhando, como o agronegócio, podem se render aos encantos dos cursos online.

Um ótima oportunidade de capacitação para os agricultores é o BayG.A.P, um treinamento gratuito online indicado para produtores de frutas e vegetais, com foco em boas práticas agrícolas para a rastreabilidade de alimentos. O BayG.A.P é oferecido pela Bayer, em parceria com o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) e a Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

Com 12 módulos de ensino, a plataforma do curso disponibiliza aulas sobre técnicas para a aplicação segura de insumos, manejo integrado de pragas, gestão da água da irrigação, segurança dos alimentos, proteção de cultivos, entre outros temas. O BayG.A.P é uma iniciativa global da Bayer em prol das boas práticas agrícolas que já capacitou centenas de produtores em mais de 19 países.

Por que a rastreabilidade de alimentos é importante?

A rastreabilidade significa conseguir contar a história do alimento. Trata-se de promover um maior controle de toda a cadeia hortifruti, do plantio até a venda no varejo. Os produtos agrícolas passam a ser identificados com etiquetas que permitem monitorar cada etapa do processo produtivo, o que traz mais transparência, confiabilidade e segurança alimentar.

O Ministério da Agricultura, as centrais de abastecimento e supermercados também conseguem acompanhar o trabalho de cada agricultor fornecedor, identificar incidentes na produção e propor melhorias. Com isso, todos os elos da cadeia podem buscar a padronização dos alimentos, melhorar a qualidade e ter um atestado de origem que agrega valor ao produto. “Se a gente encontra um alimento com um limite de agrotóxico acima do permitido, a gente dispara uma investigação para saber onde aconteceu e para a gente sanar o problema”, afirmou o diretor de inspeção de produtos de origem vegetal do Ministério da Agricultura, Glauco Bertoldo, em notícia da Globo Rural.

A rastreabilidade dos alimentos é uma demanda dos consumidores, que desejam saber a origem daquilo que se coloca no prato e valorizam fazendas com boas iniciativas de responsabilidade social e ambiental. Mas, além disso, a rastreabilidade de frutas e vegetais já virou uma realidade que demanda adequação do produtor para respeitar a legislação e evitar penalidades.

Legislação obriga a rastreabilidade

Desde agosto de 2018 está em vigor uma norma que obriga a rastreabilidade na cadeia hortifruti. A Instrução Normativa Conjunta - INC nº 2, que foi criada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), determinou os requisitos de implementação da rastreabilidade. Os agricultores que não cumprirem as regras ficam sujeitos ao pagamento de multas e podem perder mercados. Por isso, o treinamento BayG.A.P é uma ferramenta online importante que capacita os agricultores de frutas e vegetais, ajudando-os no cumprimento da legislação.

Um grande diferencial do treinamento BayG.A.P é que o programa foi idealizado com base nas normas da certificação GlobalGAP, uma certificação importante que é exigida por muitos países importadores de frutas e vegetais. Ou seja, o agricultor que passa pelo treinamento BayG.A.P e adota as boas práticas agrícolas em sua fazenda, consegue também se preparar para iniciar um processo de certificação. Se posteriormente o produtor investir no GlobalGAP e for aprovado, ele pode conquistar novos mercados ao exportar a sua produção.

Módulos de ensino do BayG.A.P

1 - Histórico e gerenciamento local

2 - Manejo integrado de pragas

3 - Sistemas de irrigação

4 - Segurança do alimento

5 - Gestão de resíduos

6 - Uso seguro

7 - Produtos de proteção de cultivos

8 - Tecnologia de aplicação

9 - Rastreabilidade e documentação

10 - Sementes

11 - Polinizadores