Home > Meu Trabalho na Bayer > A importância de abraçar as oportunidades e crescer com elas
Meu Trabalho na Bayer

A importância de abraçar as oportunidades e crescer com elas

Algumas vezes as oportunidades - ou as chances de criá-las - podem surgir quando menos esperamos e devemos estar sempre preparados para dar o nosso melhor

22.11.2019 - Por Meu Trabalho na Bayer

Há pouco mais de um ano, no dia 19/02/2018, eu iniciava a minha carreira na Bayer, uma empresa repleta de oportunidades. Lembro até hoje como foi gratificante colocar os pés como estagiário em uma multinacional do agronegócio, ainda mais por ser a área que escolhi como carreira e vindo de uma faculdade conhecida por formar Engenheiros Agrícolas.

Mas, como sabemos, oportunidades não caem do céu, não é mesmo?! Sendo assim, logo comecei a buscar formas de me inserir o máximo possível na cultura da empresa para me sentir cada vez mais em casa.

Veio, então, um primeiro reconhecimento: fui convidado para ser entrevistado por uma grande emissora para falar sobre o ambiente de inclusão e diversidade dentro da empresa. Topei! Frio na barriga, luz, câmera, ação e lá estava eu trazendo um pouco da minha percepção sobre o ambiente corporativo em que estou inserido, além de mostrar a importância e os resultados positivos que prover oportunidades igualitárias traz para todos, tanto do ponto de vista social quanto dos negócios.

Mesmo jovem e cheio de incertezas como qualquer um, me agarrar nas oportunidades que foram surgindo foi uma válvula de escape para me tirar boa parte da ansiedade que é a transição da faculdade para o mercado de trabalho.

Uma dessas oportunidades foi fazer parte do grupo de estagiários chamado Germinação, onde tive a chance de auxiliar na criação do primeiro evento de estagiários da empresa em São Paulo. E quando a gente pede, as coisas acontecem, viu?! Fui convidado pelos outros estagiários para ser o mediador da roda de conversa sobre carreira. E lá estava eu, estagiário, com frio na barriga, tendo que mediar uma roda de conversa com três profissionais que são referências em suas áreas. E quer saber? Foi maravilhoso! Um dos maiores e melhores desafios que já tive.

Esse foi o exemplo de oportunidade que abracei com unhas e dentes e que mais tarde, em conjunto com outros integrantes do time, rendeu um prêmio de reconhecimento.

Acho que nem comentei em que área entrei na empresa, né? Comecei estagiando em um Fundo de Investimento para Agtechs. Foi sensacional! Alguns eventos, muitas ligações, contatos, e então que descobri que talvez eu precisasse migrar para alguma área comercial. Achei que seria a minha cara e, claro, um setor que iria me trazer muito mais embasamento sobre o agronegócio.

A partir daí comecei a conversar (e muito!) com meus gestores e mentores demonstrando meu interesse em sair de São Paulo e descobrir o mundo dos negócios mais além, em outras localidades, além da minha mesa de trabalho no escritório. Mas lembra lá atrás quando eu falei que as oportunidades não caem do céu? Pois é! Demorou quase um ano do meu período de estágio, mas chegou o dia em que recebi o tão esperado convite para assumir a posição de Analista de Efetividade de Vendas para o time RoundUp Brasil. Notícia melhor que essa seria impossível!

Eu, jovem, ainda sem estar formado, assumindo uma posição efetiva. Logo comecei a me inteirar sobre o negócio, falar com pessoas do campo, escolher as batalhas que eu queria lutar. Mas, como disse antes, ficar apenas na mesa do escritório não era o suficiente para mim. Assim, comecei a batalhar para uma vaga no campo. E, mais uma vez, as pessoas que encontrei pelo caminho foram essenciais para que as oportunidades aparecessem também.

Foram muitas conversas e muito trabalho para provar que eu estava focado em um objetivo. Até que surgiu a oportunidade que eu tanto esperava. No dia 01 de setembro de 2019, aproximadamente 1 ano e 6 meses depois de ter colocado o pé pela primeira vez dentro da empresa, antiga Monsanto e atual Bayer, assumi a posição de Representante Técnico de Vendas para o Maranhão, Piauí e Norte do Pará.

Hoje, meus desafios são outros, como o fato de ser tão jovem e trabalhar diariamente para conquistar a confiança de todo um time, de inúmeros clientes e de atuar mais efetivamente no negócio da empresa em algo que tem capacidade de movimentar de forma expressiva uma nação, como é o caso do agronegócio.

Olhando para esse início de carreira vejo que as pessoas foram essenciais para as conquistas que tive. Afinal, foram elas que confiaram no meu trabalho, atuaram como mentores e me guiaram na direção das oportunidades que tive. Se fosse para passar uma mensagem central sobre esse pequeno pedaço do que tem sido minha história e aventura profissional na Bayer até agora, eu diria que é estar preparado para todas as portas que a empresa pode abrir para você e disposto a enfrentá-las de peito aberto, com a cara e a coragem. Para mim, isso é essencial para garantir uma colheita de bons frutos.

Um grande abraço!

Valter Santos, Representante Técnico de Vendas na divisão de Crop Science da Bayer para Maranhão, Piauí e norte do Pará.